Se Deus é conosco, por que sofremos? (5/5)

15.

“Nós sabemos que em todas as coisas Deus age para o bem daqueles que O amam e foram chamados de acordo com o seu propósito.” – Romanos 8:28

Aqueles que crêem não buscar explicar, mas sim viver na presença do mal. Eles tentam fazer isso sem perder a fé. Assim como as crianças precisam confiar no julgamento de seus pais que uma obturação os fará bem no longo prazo, também os filhos de Deus precisam confiar nas estranhas expressões do amor de Deus.

Às vezes achamos que conseguimos ver o que Deus está fazendo, especialmente quando olhamos para trás. Em uma derrota em particular, Deus estava quebrando um vício. Através de uma dor em particular, Deus estava nos ajudando a chorar com quem chora. Em um mundo aterrorizado por assaltantes de todos os tipos, Deus pode estar, agora mesmo, vestindo-nos com coragem. Sem dúvidas Deus às vezes nos permite sofrer no lugar de alguém, como Cristo fez, não tanto para nosso bem, mas para o bem dos outros. Poderia ser que alguns santos são chamados para carregar uma doença terrível graciosamente, para encorajar aqueles de nós que são fracos? Um santo é alguém que torna mais fácil de se acreditar em Deus. Talvez algumas palavras de fé silenciosa de um Padre Damien podem fazer mais bem do que todos os clichés de um consolador irrefletido.

Mas sejamos honestos. “Deus é bom” é algo frequentemente difícil de entendermos. De fato, às vezes é algo difícil de medir. Como Ernest Campbell nota, ninguém chega na rede de notícias para relatar os lucros e prejuízos na bondade. Ninguém diz, “Perdão subiu dois pontos hoje. Coragem caiu pela metade. Fé permaneceu a mesma.” Ninguém faz isso. Nós precisamos enxergar a bondade com os olhos da fé, e às vezes lutamos pra fazer isso.

Mas ela está lá, e às vezes em lugares estranhos. Douglas Nelson conta de quando visitou uma terrível pequena cela na caverna de um antigo castelo inglês. Em uma das paredes, a pedra estava desgastada, no formato de uma mão, porque os homens, morrendo de sede, apoiavam-se na parede para lamber a mistura nojenta que escorria de uma pequena rachadura. Naquela escuridão, alguém entalhou na parede – com a fivela de um cinto, talvez – as antigas palavras de Jacó: “O SENHOR estava nesse lugar e eu não sabia.”

Mesmo ali. Mesmo nisso. O SENHOR está conosco pro que der e vier.

Em mim há escuridão, mas em Ti há luz. Eu sou solitário, mas Tu não me deixas. Eu sou inquieto, mas em Ti há paz. Amém.

  • Uma oração de Dietrich Bonhoeffer

O que você pensa sobre isso? Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s