Reconquistando a Visão do Adventismo – Unidade ou Uniformidade?

Leia a parte anterior, clicando aqui.

A Radicalização do Adventismo

Recentemente eu percebi algumas das mesmas atitudes hipercríticas, que destruíram a civilidade dentro de nossa cultura, esgueirando-se em nossas igrejas, ao ponto de que agora nós refletimos muito do que vemos na sociedade. Programas de rádio populares e eruditos políticos que promovem um amplo espectro de crenças ideológicas corrosivas espalharam seu veneno entre muitos de nossos membros. A visão Adventista mantida há muito tempo, a respeito da separação da igreja e do estado, está rapidamente desaparecendo conforme mais membros abraçam o conceito revisionista Evangélico, que defende que os pais fundadores dos EUA nunca quiseram que a igreja e o estado estivessem separados.

Alguns membros querem que a igreja seja mais prescritiva a respeito das nossas crenças e doutrinas. Em suas mentes deveria haver pouco espaço para interpretação pessoal. Como chegamos ao ponto de substituir o conceito de “sacerdócio de todos os santos” dos pioneiros Adventistas (1 Pedro 2:5) pela crença que sugere que a verdadeira unidade requer que cada um abra mão de suas convicções pessoais para adotar uma interpretação comunal da crença e do ministério?

 

Ao longo do tempo eu desenvolvi uma profunda apreciação pela visão de Ellen sobre o papel e a função da igreja. A respeito das doutrinas e crenças pessoais, ela era clara: “Nós não podemos tomar a posução de que a unidade da igreja consiste em ver cada texto da Bíblia à mesma luz. A igreja pode passar resolução sobre resolução para acabar com toda discordância de opiniões, mas não podemos forçar a mente e a vontade, e assim acabar com a discordância. Essas resoluções podem esconder a discórdia, mas não podem extinguí-la ou estabelecer concordância perfeita. Nada pode aperfeiçoar a unidade na igreja exceto o espírito de tolerância igual ao de Cristo. Satanás pode semear a discórdia; Cristo somente pode harmonizar os elementos discordantes. Então que cada alma sente-se na escola de Cristo e aprenda dele, que declara ser manso e humilde de coração. Cristo diz que se nós aprendermos com Ele, as preocupações cessarão e encontraremos descanso para nossas almas” (Ellen G. White, Manuscript Releases, Volume 11, p. 266).

“A unidade de crença na igreja não é forçada ao unir a igreja e a maioria definir o credo a ser acreditado. A igreja não pode definir doutrina, nem criar leis para si ou qualquer outro. A igreja de Cristo é formada por aqueles que obedecem aos mandamentos de Deus – ela não é um corpo para declarar mandamentos. A Cabeça direciona, o corpo obedece. Deus fala; cada um deve ouvir a Sua voz, pois a fé vem ao ouvir a Palavra de Deus, e ninguém pode conceder fé ao outro. ‘É dom de Deus'” (PTUK [ The Present Truth], 29 de Julho de 1897).

Por amor da unidade, alguns estão dispostos a sacrificar a habilidade de pensar e raciocinar por si mesmos – algo que Deus espera que cada um de nós façamos. Isso não é o mesmo que dizer que não devemos lutar pela unidade. afinal, Jesus orou, “Eu oro para que eles sejam um, assim como nós somos um – como Tu estás em mim e eu em ti.” (João 17:21). Mas unidade não é uniformidade de pensamente, como Ellen White argumentou em seu tempo.

Ela disse, “A  Bíblia está repleta da ideia de unidade na igreja de Cristo, mas nós não lemos muito sobre uniformidade. Essa unidade deve ser unidade de vida e crescimento e não uma merca conexão externa. Na oração de Cristo ao Pai, por seus discípulos, Ele disse, ‘E a glória que tu me deste, eu os dei; para que eles sejam um, assim como nós somos um: Eu em ti, e Tu e mim, para que eles sejam aperfeiçoados em unidade.’ João 17:22, 23. […]” (Ibid.).

Em outras palavras, a unidade que nós devemos ansiar não é uma uniformidade que se manifesta através de políticas forçadas ou pronunciamentos eclesiásticos, mas sim uma unidade de comprometimento a ouvir e seguir a Palavra de Deus. Tal visão tira o foco da liderança humana e a coloca puramente em Jesus, a verdadeira Cabeça da igreja Cristã.

Leia a continuação, clicando aqui.

Esse texto é uma tradução livre do artigo original que foi escrito pelo pastor Richard DuBose, no Norte da Califórnia, e publicado no site Adventism Today. Ele pode ser lido clicando aqui.


2 comentários sobre “Reconquistando a Visão do Adventismo – Unidade ou Uniformidade?

O que você pensa sobre isso? Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s